SÃO PAULO – (Atualizada às 10h46) A mexicana América Móvil, controlada pelo bilionário Carlos Slim, ampliou a presença no mercado brasileiro, onde está com a Claro, ao adquirir a Nextel Brasil por R$ 3,47 bilhões. A NII Holdings e a AI Brazil Holdings concordaram na venda de suas participações de 70% e 30%, respectivamente.

O presidente da Claro Brasil, José Félix, disse que os recursos para a compra serão provenientes de sua controladora, a América Móvil. Ele indicou que as negociações para o fechamento do acordo entre as empresas avançou durante a madrugada e que, no total, as conversas duraram entre dois e três meses.

O comunicado divulgado nesta segunda-feira traz que a transação foi aprovada por unanimidade pelo conselho de administração, sendo livre de dívida e caixa. O negócio também está sujeito a reembolso dos investimentos em ativos fixos e capital de giro de 1º de março até o fechamento da operação.

A NII receberá 70% dos recursos líquidos finais, após dedução de US$ 2 milhões relativos ao retorno de ações preferenciais devidos à AI Brazil. Após a operação, o conselho de administração da NII apresentará aos acionistas um plano de dissolução da companhia.

A América Móvil depositará US$ 30 milhões da parcela dos recursos líquidos devida à NII em uma conta garantia de duração de 18 meses, para garantir as obrigações de indenização da NII previstas no contrato de compra.

Há alguns anos, a Claro Brasil e a NII Holdings chegaram a sentar à mesa para negociar, mas Félix lembrou que o valor pedido era elevado e não houve um acordo. “As condições melhoraram agora”, ressaltou o executivo.

A conclusão da compra da Nextel Brasil ainda depende das aprovações do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Vale apontar que, em 2018, a Telecom Italia havia autorizado sua controlada, a TIM Brasil, a estudar a possibilidade de negócio com a Nextel Brasil.

Fonte: https://www.valor.com.br