Muito se tem falado de fusões, aquisições, joint ventures, M&A e outras formas das empresas buscarem associações para serem mais competitivas ou então saírem de situações que podem as levar a falência.

Mas antes vamos conceituar esses termos:

  • Fusões: É a forma de reorganizar uma empresa pela junção de duas ou mais pessoas jurídicas em uma nova operação.
  • Aquisições: Ocorre quando uma empresa adquiri cotas parciais ou totais de outra empresa.

Principais motivos para empresas utilizarem Fusões e Aquisições;

1 Acelerar o crescimento

2 Salvar-se em momento de crise

3 Aproveitar a fraqueza de outras empresas

4 Briga entre os sócios

5 Sair do ramo

6 Investir em uma oportunidade de mercado

7 Inovar dentro do segmento

Porém para conduzir uma operação de fusão ou aquisição, existe uma forma de como essas operações devem ser feitas, que envolverão o mapeamento dos valores que estão sendo discutidos, com base em laudos que comprovem essa precificação e a parametrizem dentro das regras contábeis e jurídicas.

O próximo passo é a negociação propriamente dita, que também deve ser conduzida de forma que ambas partes estejam satisfeitas e que tudo esteja dentro do legal permitido. [RE] pense.

Matéria adaptada do portal: https://advocaciacorporativa.com/

Para ver a matéria na íntegra acesse o link: https://advocaciacorporativa.com/fusoes-e-aquisicoes-como-funciona