É uma empresa crida para ser sócia em outras empresas. Sua finalidade sobretudo, em nossa especialidade é ser uma ferramenta de Planejamento Sucessório, economia de impostos e gestão patrimonial. Qualquer empresa ou pessoa física pode usufruir desse mecanismo legal.

Os 10 Tipos de Holding

  1. Holding pura: Conceito norte-americano que tem por objeto social a participação no capital de outra sociedade, ou seja, é constituída com a única função de gerenciar as empresas controladas.
  2. Holding mista: Agrega a necessidade da holding pura, com a convivência de serviços que geram receitas tributáveis para despesas dedutíveis.
  3. Holding Patrimonial: Também conhecida como administradora de bens, pode ser constituída com o objetivo de promover a antecipação da herança aos seus herdeiros e cônjuge. Nesse caso, o detentor do patrimônio constitui a holding, transfere para ela todos os seus bens e direitos e doa aos seus herdeiros as quotas da empresa formada. Nossa especialidade esta em realizar um plano executivo para estruturar essas operações com clareza as partes interessadas sobretudo a família empresária.
  4. Holding familiarVisa separar os grupos familiares, simplificando o topo administrativo das operadoras. Evita que conflitos naturais de um grupo interfiram nos demais.
  5. Holding de controle: Uma forma de assegurar o controle societário de empresas, como também de não perder o controle do próprio negócio pela dificuldade de um consenso rápido em regimes de casamento.
  6. Holding de participação: Quando a participação é minoritária, mas há interesse por questões pessoais de se continuar em sociedade. Historicamente, foi usada para ter participações nos capitais de grandes empresas internacionais. Utilizadas para recebimento de lucros não tributados.
  7. Holding principal: É a empresa a ser criada para estruturas mais robustas geralmente com herdeiros participando com empresas de participações e esta holding principal sendo sócia de outros negócios.
  8. Holding administrativaVisão atualizada para a função de administração profissionalizada das operadoras.
  9. Holding setorialAgrupa as diversas empresas por seus objetivos, tais como industriais, comerciais, rurais, financeiro, etc. É encabeçada por uma empresa especializada naquele setor.
  10. Holding derivada: Esse tipo de holding é resultado do aproveitamento de uma empresa já existente que vem a se transformar em uma holding. Trata-se de uma situação interessante economicamente e que pode ser vantajosa, principalmente se a empresa aproveitada for proprietária de bens imóveis de valores consideráveis.

Matéria adaptada do portal: https://advocaciacorporativa.com/ 

Para ver a matéria na íntegra acesse o link: https://advocaciacorporativa.com/holding-o-que-e-e-para-que-serve/