Que os negócios agrícolas (agrobusiness) são uma das maiores fontes de receita da economia brasileira, isso não é novidade para ninguém, pois o agronegócio cresce 3,8% e representa 21% do PIB brasileiro em 2019, segundo a CNA.

Outro fator de suma importância é quanto o agronegócio representa nas exportações brasileiras, entre janeiro e julho de 2020, as exportações do agronegócio somaram US$ 61,193 bilhões, o que representa crescimento de 9,2% em relação ao mesmo período em 2019. Com importações de US$ 7,219 bilhões, o saldo da balança comercial do setor no período é de US$ 53,974 bilhões.

Com números tão importantes, dar as empresas do agrobusiness atenção igual as empresas de outros segmentos, como indútria, startups, instituições financeiras entre outras, é de fundamental importância.

Esse post vem exatamente de encontro a essa indagação, mais precisamente falaremos sobre holding rural e sua importância.

O QUE SÃO AS HOLDINGS RURAIS E PARA QUE SERVEM ?

Holding Rural é uma empresa criada com o objetivo de administrar ativos (bens, ações, investimentos, pessoas, etc) com a finalidade de:

  1. Profissionalizar a administração do negócio;
  2. Evitar disputas na família ;
  3. Redução da carga tributária;
  4. Planejar, liderar, organizar e controlar os negócios.

Poderíamos transformar esse post em um blog, se formos citar todas as vantagens de se ter uma holding rural, mas vale o clássico exemplo da brincadeira “siga o líder”. Se montadores, bancos, empreiteiras e grandes empresas de serviços possuem uma (ou mais) holdings, isso deve ser bom para o setor do agrobusiness também. [RE] pense.

Matéria adaptada do portal: https://advocaciacorporativa.com/

Para ver a matéria na íntegra acesse o link: https://advocaciacorporativa.com/holding-rural-voce-nunca-pensou-a-respeito/