Saber como fazer parcelamento de débitos é importante para estar bem-informado e saber como agir quando houver a necessidade de colocar em dia alguma dívida fiscal. Mas você sabe como ele é feito?

Para descobrir, acompanhe este artigo e entenda como o parcelamento de débitos pode ser feito, em quais situações e como fazer de forma prática e mais segura. Boa leitura!

Parcelamento de débitos

Nem sempre é possível estar em dia com as obrigações fiscais, por isso existe o parcelamento de débitos na Receita Federal. Essa opção é disponível tanto para pessoas físicas, quanto jurídicas.

Os débitos podem estar vinculados de dois modos, o primeiro é diretamente na Receita Federal, o que acontece com dívidas mais recentes e que ainda não tenham sido organizadas burocraticamente. Porém, dependendo do tempo e do tipo de débito, ele pode ter sido inscrito na Dívida Ativa da União.

Sendo assim, o primeiro passo é verificar onde está o débito para saber como fazer o parcelamento. Caso ele esteja na RF, ele pode ser feito diretamente pelo site, basta preencher os dados solicitados e escolher o número de parcelas. Para pessoa física a parcela mínima é de R$100,00, e para pessoa jurídica é de R$500,00.

Depois de preenchido o formulário o boleto da primeira parcela pode ser gerado e é através do pagamento dele que o parcelamento é aprovado. Nesse momento, é essencial calcular os juros e valor da parcela para garantir que será possível arcar até o final do parcelamento e conseguir colocar tudo em dia.

Dívida Ativa da União

Caso a dívida em questão já esteja inscrita em dívida ativa da união, o parcelamento deve ser feito diretamente na Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Nesse caso também pode ser feito tudo pelo site.

Além disso, não existe um prazo para que um débito seja inscrito na dívida ativa, isso depende do tempo de processamento burocrático de cada caso. Porém, mesmo assim é importante buscar o parcelamento, porque a forma de cobrança utilizada nesses casos é judicial.

Sendo assim, independentemente se houve ou não a inscrição, sempre é vantajoso para você se informar e encontrar a melhor maneira de fazer o parcelamento de débitos para evitar maiores transtornos e gastos.

Auxílio profissional

Como visto, a solicitação de parcelamento de débitos é feita online, no entanto várias informações são pedidas, como documentos pessoais, bem como você deve verificar se os valores cobrados estão corretos.

Sendo assim, o auxílio de um profissional da contabilidade é importante, pois ele sabe verificar a procedência do débito e consegue conferir se há algum tipo de erro ou excesso.

Portanto, se você tem algum débito, encontre um profissional habilitado e que atue com ajuda tecnológica e métodos eficientes para que o problema seja resolvido o mais breve possível e você possa ficar regular com qualquer pendência que exista.

Matéria adaptada do portal: https://capitalsocial.cnt.br/
Para ler na íntegra acesse: https://capitalsocial.cnt.br/saiba-como-fazer-o-parcelamento-de-debitos/?utm_campaign=jun22_-_boletim_mensal&utm_medium=email&utm_source=RD+Station